Uma máquina tipográfica Heidelberg Minerva, uma guilhotina, uma máquina de picotar, uma máquina de agrafar, uma máquina de furar e alguns cavaletes de tipo em chumbo. Foi assim que António Marquês começou por dar corpo à Relgráfica, em Abril de 1981, na época, uma empresa em nome individual, constituída pelo proprietário e pela sua esposa Geta Marquês.

Há 35 anos, instalada numa garagem adaptada, a empresa cingia-se a pequenos trabalhos comerciais, uma situação que se alterou rapidamente com a criação de uma secção de serigrafia, para dar resposta ao mercado empresarial da Benedita.

Começaram a contratar os primeiros colaboradores e, em 1984, dá-se início à construção do atual edifício, criando-se, em paralelo, uma secção de offset.

Já em 1992, a Relgráfica é transformada em sociedade por quotas, oficializando-se a denominação que já vinha sendo utilizada. A de Relgráfica Artes Gráficas, Lda., ficando o capital social repartido em quotas iguais, pelos sócios fundadores.

É adquirido mais equipamento para a serigrafia e para a secção de offset, dando-se, nessa fase, os primeiros passos na pré-impressão.

Entre 2000/2001 deu-se mais um grande salto na estrutura da Relgráfica com a aquisição de um novo espaço e consequente ampliação das instalações. Agora com uma área superior a 1000 m2, fazem-se grandes investimentos nas áreas da pré-impressão e adquirem-se duas máquina Heidelberg Speedmaster 52x74.

Paralelamente, deu-se um aumento da capacidade técnica e produtiva através da dinamização de toda a área criativa e de pré-impressão.

Em 2003, inicia-se a implementação do sistema de gestão da qualidade, tendo a empresa obtido a certificação da norma ISO 9001:2000 em Março de 2004.

Para assinalar os 25 anos é adquirido um equipamento de CTP, o que proporcionou mais competitividade e qualidade, bem como uma maior autonomia.

No início de 2008 é adquirida uma nova máquina de impressão offset Heidelberg Speedmaster no formato 35x50 cm a quatro cores, uma plotter de impressão e outra de recorte com 130 cm de boca e um equipamento de impressão digital plano com o objectivo de aumentar a celeridade de resposta e a gama de produtos oferecidos.

A actualização nas áreas de pré-impressão e design é permanente através da aquisição de novos softwares e equipamentos. Já em 2010 o equipamento de CTP foi substituído por um CTP Fujifilm violeta. Em 2011 é adquirida uma plotter de recorte e em 2012 uma nova plotter de impressão com 160 cm e uma nova máquina de impressão digital Konica Minolta 7000P para, deste modo, responder às necessidades dos nossos clientes.

Hoje com dezassete colaboradores, a maioria com mais de 20 anos de casa, a Relgráfica,  executa trabalho para Portugal continental e também para o estrangeiro, sendo o mercado de Lisboa o que mais peso tem nas vendas. Esta permanência de colaboradores mais experientes torna possível a realização de trabalhos com maior perfeição e rapidez. O Know How dos nossos colaboradores é uma das qualidades que nos distingue das empresas concorrentes, bem como primar por uma qualidade superior.

Sendo que esta é uma empresa continuamente ativa no mercadom estão previstos diferentes projetos num futuro próximo, por exemplo, o lançamento na área do Web Design para podermos garantir aos nossos clientes o melhor Marketing em todo o tipo suportes.

 

WORKING TOGETHER: